quarta-feira, 28 de abril de 2010

Nota ao leitor

Caríssimos pensadores,

Infelizmente as postagens deste espaço ficarão mais escassas e consequentemente meus comentários e leituras nossos blogs amigos idem.

Já explico: Muito trabalho, pouco tempo.

Estou trabalhando muito graças a Deus e meu tempo para posts pensantes e criativos está ficando encurtando. Não abandonarei o blog, mas posts tais como os de domingo, estilo "twitter", estarão mais presentes!

Ou não!

Pode ser que sobra um tempo e eu faço um post legal. Mas aí entra um outro problema: monografia. Sim amigos, tenho que terminar minha pós graduação e para isso tenho até o começo de Junho para elaborar 3 capítulos + conclusão da minha monografia. Sem qualquer vontade ou insipiração pra falar a verdade.

Mas enfim, aproveitei um tempo aqui para dar-vos ciência disso.

Não me abandonem por favor, já basta o que a felicidades fez comigo.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Caro leitor

Faça me um favor? Promete?

Leia isso: http://relicario-estrelar.blogspot.com/2010/04/obvio-e-cliche.html

Leu?

Considere-se um privilegiado. Neste blog, você nunca leria algo tão verdadeiro, rico e belo assim...

Do desamor

O desamor não é maldição, mas sim dádiva, que permite ao ser que dele se "apodera" esquecer o inesquecível.

Questão de lógica

Se a lógica dos sonhos é de que sempre acontece o contrário do que sonhamos eu já descobri o caminho da felicidade: "Vou sonhar que você passou a me odiar".

sábado, 24 de abril de 2010

Sábado a noite

E eu aqui na net, ouvindo João Bosco e Vinícius, Carlos e Jáder... inclusice recomendo a música Manda um Sinal de Carlos E Jáder com participação do incrível William Borjazz! É excelente. Postarei ela como música do dia qualquer dia. É que aqui em casa não tenho o programinha de fazer downloads do You Tube além do que a net é bem mais lenta do que no escritório. Então dá aquela preguiçinha sabe? Mas deixem de ser preguiçosos e entre no You Tube mesmo, não vão se arrepender!

Final de semana foi depressivamente proveitoso eu diria. Meu namoro "bipolar" está me matando.

Amanhã talvez eu dedico um post explicando a bipolaridade, sábado 22 e 20 horas não tem cabeça que consiga fazer um post decente.

Tô aqui tendo idéias pra minha tatto que tem 50 anos que eu penso em fazer e não levo pra frente. Idéias mil. Coragem 700. Desenhos ZERO. Mas outo dia falaremos de tatto.

Amanhã se der volto com dois posts. Um sobre o fds e outro sobre a tal bipolaridade.

Enquanto isso, fiquem na paz!

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Inútil

'E será inútil esforçar-se para esquecer - tudo o que um dia se misturou carregará consigo partículas do outro. Talvez venha o arrependimento, o recomeço, as cores voltem a brilhar como antes - mas não se pode contar com isso. Não se pode contar com nada. O único caminho viável é viver e correr o sagrado risco do acaso.
E substituir o destino pela probabilidade.'

Clarisse Linspector

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Segredos I

Eu sou um cara com alguns segredos.

As vezes sinto que eles [os segredos] já estão a me sair pela boca, e a vontade é de gritar "Ei! Deixa eu contar um segredo?? Ou três ou quatro?"

Aqui, faço um parêntese, e afirmo que um dos segredos não é uma homossexualidade reprimida desde a infância armazenada em um armário. Não que eu saiba ou tenha sentido algo nestes termos.

Pra alguns, os segredos são como tesouros. Talvez seja uma questão de ótica. Os meus, até os que poderiam ser guardados em uma caixinha ornamentada e bela como se fossem pedras preciosas, na verdade são fardos pesados, mas mesmo assim, guardo-os comigo mesmo que eles me maltratem e diuturnamente me levem algum tempo de vida, que de pouco em pouco, poderá fazer falta daqui uns anos.

E é aqui que entra uma reflexão, até que ponto vale a pena guardar um segredo, se este pode te tornar miseravelmente infeliz? Se pode te aniquilar aos poucos?

E agora, uma reflexão ainda mais intensa: Até que ponto vale a pena receber de alguém um segredo? Compartilhar o segredo de terceitos, e principalmente participar em algo com um terceiro que deve ser mantido em segredo?

Digo isso, porque os seus segredos pessoais, estes cabem tão somente a você decidir se morre com eles, ou se conta pra alguém. Mas e quando a coisa envolve terceiros? E quando, além de carregar o seu próprio fardo, você ainda é obrigado a carregar um fardo alheio que, muito possivelmente não precisaria.

Um dia, ainda conto aqui um segredo, que ao contar, obviamente não será mais segredo, ou talvez será nosso segredo... quer carregar um fardo alheio aí??

terça-feira, 20 de abril de 2010

Música do Dia

video

Fix You
Cold Play

When you try your best, but you don't succeed, (Quando você tenta seu melhor, mas não obtém sucesso)
When you get what you want, but not what you need, (Quando você consegue o quer, mas não o que precisa)
When you feel so tired, but you can't sleep (Quando você se sente muito cansado, mas não consegue dormir)
Stuck in reverse (Preso em marcha ré)

And the tears come streaming down your face (E quando as lágrimas vem escorrendo pela sua face)
When you lose something you can't replace (Quando você perde alguma coisa insubstituível)
When you love someone, but it goes to waste (Quando você ama alguém, mas isso acaba em vão)
Could it be worse? (Poderia ser pior?)

Lights will guide you home (As luzes te guiarão pra casa)
And ignite your bones (E aquecerão seus ossos)
And I will try, to fix you (E eu vou tentar, consertar você)

And high up above or down below (E bem lá no alto, ou lá embaixo)
When you're too in love to let it go (Quando você ama demais pra deixar ir)
But if you never try, you'll never know (Mas se você nunca tentar, nunca saberá)
Just what you're worth. (O quanto você vale)

Lights will guide you home (As luzes te guiarão pra casa)
And ignite your bones (E aquecerão seus ossos)
And I will try, to fix you (E eu vou tentar, consertar você)

Tears stream down your face, (Lágrimas correm pelo seu rosto)
When you lose something you cannot replace (Quando você perde algo insubstituível)
Tears stream down your face (Lágrimas correm pelo seu rosto)
And I... (E eu...)

Tears stream down your face (Lágrimas correm pelo seu rosto)
I promise you I will learn from my mistakes (Eu te prometo que eu sempre vou aprender com meus erros)
Tears stream down your face (Lágrimas correm pelo seu rosto)
And I... (E eu...)

Lights will guide you home (As luzes te guiarão pra casa)
And ignite your bones (E aquecerão seus ossos)
And I will try, to fix you (E eu vou tentar, consertar você)

segunda-feira, 19 de abril de 2010

A estranha esperança que foi pro brejo

Pois é meus amigos! Sabem esse pequeno post aqui? Pois é, combina exatamanete com esse aqui. Afinal, minha esperança e felicidade foram efêmeras.

Depois de uma sexta e quase todo o sábado aparentemente ótimos, a partir de sábado a noite a montanha russa entrou em uma descida desafiadoramente vertiginosa e desesperadora, que por enquanto não teve fim. Isso mesmo não teve fim. Por enquanto.

Complicadíssima a situação. Mas como vocês perceberam, enquanto houver esperanças e enquanto eu ainda tiver lágrimas, forças e com quem e onde dividir meu sofrimento, eu vou até o fim.

Até o fim! Mesmo que ele seja hoje, por exemplo...

domingo, 18 de abril de 2010

Montanha Russa

Ela é uma montanha russa!

Me leva do êxtase ao pânico em segundos.

Me dá uma expectativa irracional, de bem-estar e ao mesmo tempo, questionando se o passeio realmente é seguro.

Me faz gritar de alegria e gemer de medo.

Me trás segurança fazendo soltar os braços numa descida aluscinante e me deixa inseguro como num agarrar com força em um looping apavorante.

Em determinados momentos me faz sentir uma pessoa feliz e livre e logo depois chorar como uma criança que se arrependeu de passear no brinquedo.

Me faz querer continuar dando voltas e voltas e voltas sem pararl, mas ao mesmo tempo implorar para que apertem o botão para parar tudo.

sábado, 17 de abril de 2010

Amizade II

Ontem a noite consegui reunir uma série de pessoas que me fazem bem, exceto por umas três ou quatro sentidas ausências.

Saímos pra comer pizza, sendo que dois dos meus melhores amigos que citei aqui neste post inclusive (http://tinyurl.com/y6comak) as namoradas deles e é claro Ela. Além dela ainda foi uma amiga dEla que também é minha amiga.

É muito divertido reunir a turma e rir dos mesmos casos, piadas e acontecimentos que são contados pela enésima vez e rimos como se fosse a primeira. Gostaria que isso se repetisse mais vezes.

Creio que todos nós precisamos de amigos e pessoas para estarem ao nosso redor, a própria Bíblia diz em Provérbios 18:24b que "... mas há amigo mais chegado que irmão".

Creio que se não fossem por eles, e pelo suporte que me foi dado no começo do ano, e pelos árduos 48 dias que passei entre janeiro-fevereiro deste ano, eu não sei se vocês estariam lendo isso, afinal, não sei se conservaria minha sanidade.

Hoje, infelizmente estou numa correria danada. Gostaria de falar mais um pouco sobre amizade e valores, mas fica para uma próxima oportunidade.

Se tudo correr bem, amanhã estou de volta.

Até mais!


sexta-feira, 16 de abril de 2010

Marcadores

Olá amigos leitores e visitantes!

Lembra do post sobre o layout do blog??? Não?? E aquele texto que eu falei sobre o Homem Invisível? E aquele post (muito bom modéstia a parte) sobre caminhos a serem seguidos, estradas e tudo mais?
Então não se apavore, logo ali, à esquerda, além de algo sobre este macaco escritor, uma lista com os posts recentes, blogs recomendados, agora você pode encontrar Marcodres dos posts antigos.

Sim! Sem saber, a amiga blogueira Camila (http://caminhosdecamila.blogspot.com/), me "ensinou" a grande utilidade dos marcadores de texto. E foi lá no blog dela que eu vi, qu estava perdendo uma grande ferramenta pra organizar os posts.

Agora você pode, achar qualquer texto dividido em categorias. Ainda estou organizando, mas desfiz a enorme bagunça que eu tinha feito, ao entender errado a idéia da marcação.

Então, se você quer ler algo sobre namoro e relacionamento (especialmente o meu), basta clicar no marcador que os textos sobre isso já publicados aqui, estarão lá.
Em "Música do Dia" vocês terão a oportunidade de ouvir/ler uma música ou outra que já foi postada aqui. Em "Sobre Amor e Corações" reuní os pensamentos acerca das coisas do coração mesmo. Em "Pensamentos soltos" você vai encontrar um mix de coisas, eu recomendo dar uma olhada nos posts por lá. E por aí vai, creio que o próprio título da marcação é explicativo.

É isso aí. Vou tentando melhorar o blog pra vocês cada dia mais.

Aquele abraço, voltem sempre. E até a próxima.

Uma estranha esperança

Ela tweetou antes de ontem:

(8)A cena repete a cena se inverte enchendo a minha alma daquilo que outrora eu deixei de acreditar(8)

Isso me deu um alívio esquisito, uma esperança estranha de que algo pode acontecer. Quem sabe não retrocedemos? E sim, avançamos.

O tempo dirá!
Aguardemos com parcimônia.

Obs: Não é que Ela, acaba de me chamar pra almoçar na casa dela??? Quanto tempo que ela não fazia isso. Não posso esconder de vocês e negar que estou radiante!!!

"E o que passou, calou. (Pelo menos por agora) E o que virá, dirá..." Já dizia a Luh Mendonça...

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Retrocesso

Poucas coisas na vida, ao meu ver, são tão ruins quanto retroceder. Afinal:

retrocesso (é)
s. m.
1. !Ato ou efeito de retroceder.
2. !Ato de voltar a um estado anterior.
3. !Ato de retirar ou recuar.
4. Decadência.
5. Regresso aos costumes antigos.

E ainda:

retroceder (ê)
v. intr.
1. Andar para trás, retrogradar.
2. Fig. Desandar, perder o que tinha ganho (moral ou fisicamente).
3. Desistir.
v. tr. e intr.
4. Dir. Fazer retrocessão de.

Não preciso mais explicar porque eu odeio retroceder não é?

As coisas não estavam boas, como vocês bem sabem, mas nestes pouco mais de 40 dias, a melhora era bastante razoável. Eu não estava me sentindo mais feliz, não estava chorando menos e a dor não melhorou. Mas Ela já dava sinais de melhoras, o que me fazia pensar em um futuro um pouco melhor. Bastou uma única frase de três palavras para que estes dias de morosa melhora retrocedessem ao estágio inicial.

Infelizmente, não é possível explicar direito o que aconteceu, muito menos o que estou sentindo. O que sei, é que a única pergunta que cabe no momento é de fato "Where's my mind?".

Tenho procurado colocar em prática algumas leituras que fiz, e logo logo publicarei aqui no post, a respeito de emoções, expectativas e tudo mais, mas "ser humano" é complicado. Nem sempre conseguimos entender os propósitos das coisas e termos discernimento para agirmos como convém.

Não me resta alternativa, que não confiar em Deus e em Seu amor e deixar que o amor que eu sinto por ela, que foi um presente me dado por Ele, me guie na persistência, afinal, Paulo já disse em Coríntios: " O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta."

Amém. Que seja uma oração em meu (nossos) corações.

terça-feira, 13 de abril de 2010

Pausa

Interrompemos nossa programação normal para uma simples reflexão:





Voltaremos em breve.

domingo, 11 de abril de 2010

Passado

Neste final de semana que me dei conta de uma coisa: enquanto eu me apegar ao passado não terei presente e muito menos futuro.

Sejam boas, sejam ruins, não me resta dúvida de que as memórias do passado não me ajudam nem um pouco na fase atual da minha vida e muito menos do namoro.

Estava vendo o filme "O todo poderoso" na Sessão da Tarde hoje, e vi que o casal do filme montou um álbum com as fotos que tiraram durante o relacionamento. Pensei em fazer o mesmo. Poderia ser uma boa idéia, mas logo desisti. Posso estar errado, mas tudo que ficou na "1ª fase" do namoro tem que ficar no passado, afinal, se aconteceu o término do namoro, é porque algo foi falho naquele período, e não deve marcar presença no nosso presente, sob pena de lembranças ruins sufocarem as lembranças boas... Voltar ao que era antes não vai salvar o namoro ou torná-lo melhor, a chance é que ele tome o caminho do fim novamente, se é que já não tomou...

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Concorrência

O velho e pontual ditado diz que "Quem não dá assistência, abre concorrência".

Isso é inegável. É claro que tem casos que a concorrência é aberta mesmo com muita assitência, e tem raríssimos casos que a falta de assitência não enseja abertura de concorrência.

O meu caso também é um meio termo. Ela, não está dando a assitência necessária, não dá forma que ela mesma já deu no passado. Ela está sempre presente, porém, sentimentalmente tem sido falha e não tem "cuidado" de mim como se acostumou a fazer, ou como deveria.

E assim começaram as tentações, parece que sempre no começo do namoro (e o retorno é um re-começo, querendo ou não), terceiros vem prontamente tentando tirar você dos trilhos, roubar seu foco e te levar a traição ou ao término (se você for mais justo e correto). Parece que a medida que o tempo vai passando, as pessoas vão acostumando que você é comprometido (a), e vão diminuindo o ímpeto.

Não que este pobre macaco que rabisca as linhas deste humilde blog seja assediado constantemente por mulheres em busca de prazer, mas também não é de se jogar totalmente fora... e as tentações aparecem em todo lugar, na fila do banco, a cliente que você atende, aquela colega sua da 5ª série que era feia, nerd e gostava de você, que se tornou um mulherão e você reencontrou por acaso na rua, até a caixa do supermercado.

Sua cabeça se torna um turbilhão. O que fazer? Como fazer?

Eu sei o que eu faço - e não sei se é certo - mas eu sigo o caminho do amor. Mesmo sem a assitência que eu acho que eu mereço, e mesmo com as tentações e concorrência constantes, eu amo do meu jeito idiota de amar e vou sofrendo, sorrindo, vivendo, pensando, e sonhando no dia em que tudo vai melhorar. Sigo amando Ela como se fosse o primeiro e puro amor.

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Piadas

Vamos esquecer um pouco a tristeza e contar duas piadinhas sem graça que ouvi ontem pra vocês:


Os cearenses viajaram pros Estados Unidos e foram recebidos com festa e uma faixa "Welcome Cearenses".
Quando a escada foi colocada no avião ninguém desceu, surpresos os estadunidenses começaram a gritar "Welcome cearenses! Welcome cearenses!". E nada deles saírem.
Até que alguém foi lá e perguntou "Por que não querem descer do avião?"
Um cearense respondeu "Oxe, estamos todos com medo do Wel!!!". O cidadão curioso perguntou "Ué, que Wel???". O cearense mandou essa com cara de susto:
"O Wel lá da faixa 'Wel COME cearenses!!!!!"


A outra:


O marido chegou pra esposa "Mulher, o que você faria se eu ganhasse na loteria???"
Ela respondeu "Nossa, pegava minha metade e ia embora na hora!!!"
Ele respondeu sorrindo "Oba! Ganhei doze reais, toma aqui seus seis e casca fora!!!!"



Desculpem! =P

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Amizade

Saí do trabalho por volta das 19 e 30, entrei no carro meio sem saber se queria ir pra casa, estes dias não tem sido os melhores pra mim, e ficar em casa definitivamente não ajuda muito. Passei em na casa de um parente dEla, onde ela esperava para ir para a aula de inglês. Dez minutos que valem pelas outras 23 horas e 50 minutos do dia... pena que esteja tão na cara que Ela não sente o mesmo...
Depois que ela foi pra aula, pensei em ir comer um churrasco, ou pizza. "Vou sozinho. Não, não vou". Liguei pra um amigo que estava viajando, depois liguei pra outro que iria pra casa da namorada e o outro não atendeu, "deve estar na peteca" pensei. Sem opção, já que meus três fiéis e sempre presentes amigos (três dos poucos mais valiosíssimos amigos que tenho e moram na mesma cidade) não podiam, não me restava alternativa que não ir sozinho com meus pensamentos. Decidi pelo churrasco.

O churrasquinho é gostoso mas não é barato não, R$ 10,50 é o que eu gasto para tomar a minha Coca Zero e um espetinho de medalhão e um de carne bovina. Meus favoritos. Não me enche, mas já é alguma coisa.
Cheguei no local, nenhuma das duas atendentes que eu gosto estavam lá, pelo menos não que eu pudesse ver. Desligando o som, já pensava que só ficaríamos eu e meus pensamentos negros, carregados de tristeza e amargura, que somados a pitada de solidão momentânea, resultariam em mais choro antes de dormir. Ao descer do carro, eis que um sujeito sorridente se aproxima em sua motocicleta: "Parei no meio da rua quando vi seu carro Vítor!" - Era o segundo amigo que eu tinha ligado - "Estou indo buscar a namorada". "Trás ela pra cá pra comer um churrasco comigo" - convidei. "Vamos lá na lanchonete perto da faculdade comer um hamburguer? Estou buscando a namorada pra ir lá". Eu sorri e aceitei claro. Era um chance de não dar espaço aos pensamentos, e deixá-los em stand by até mais tarde.

Chegamos lá o terceiro amigo ligou, realmente estava na peteca que era lá pertinho. Passou lá, conversamos sobre internet, vídeos do You Tube, contamos piadas, sorrimos, bebemos e comemos. Agora já não eram mais só dez minutos de alívio eram trinta.

terça-feira, 6 de abril de 2010

No bar

Estávamos no bar, eu e um grande amigo, quando os conhecidos dele chegaram por lá. Por sinal, uma delas foi nossa colega de sala na faculdade.

Ela é daquelas pessoas expansivas, auto-confiantes, polêmicas, e faladeiras se é que vocês me entendem, exatamente o tipo de pessoa que eu não gosto muito de conversar, porque sempre acho que esse tipo de pessoa quer impor suas visões, e raramente mudam de opinião, mesmo quando percebem ser necessária a mudança.

Em certo momento eu disse: "-O jeito é ir!!!"
Ela soltou "Mas tá cedo...".
"Não, não, tenho que ir. Daqui a pouco Ela estará em casa, e eu quero estar no MSN pra conversarmos"
A tal garota, disse "Vítor - com um olhar de reprovação - você está errado! Se você não mudar você vai ficar sozinho pra sempre. Mulher não gosta disso..." E então iniciou um discurso que, renderia um post quilométrico aqui no blog.
Ela falava como se me conhecesse bem e como se conhecesse Ela ainda melhor, como se fossem amigas íntimas, até na família dela, a tal moça quis palpitar.
E continuou "Sabe Vítor, eu sou especialista em namoros, namorei cinco anos com ciclano, dois anos com beltrano, x anos com tício, e estou a quatro meses com mévio, se você quer manter seu namoro faça o que estou te falando".
Como já era minha hora, paguei a minha conta e de meu amigo (perdi uma aposta recente pra ele), e quando me despedia de todos a moça finalizou: "Olha Vítor, desculpa falar isso, não tenho tanta liberdade com você..."
Eu educadamente falei "Não tem mesmo não, mas te ouvi. Bjos e até a próxima".

Entrei no carro e fui pra casa pensando em tudo que ouvi da "especialista em namoros" que não conseguiu manter nenhum, segundo ela mesmo disse...

sábado, 3 de abril de 2010

Amor de Verdade

Amanhã é Páscoa. Aí sim, hein? Comer chocolate até as espinhas, cravos e inflamações cutâneas não terem mais espaço!

Mas o que mais a Páscoa representa? Muita gente não sabe, mas a Páscoa, tem sua origem muito antes de Cristo, quando os judeus se libertaram da escravidão do Egito (mar Vermelho aberto e tal, lembra?) e celebram o Pessach.

Contemporaneamente, nós, Cristãos, celebramos a Páscoa para agradecer o Sacrifício Vivo e Remidor, praticado por Jesus na Cruz, e comemorar sua ressureição que tornou, tal sacrifício aceitável perante Deus para que fossemos salvos de nós mesmos.

Ao meu ver, Deus (Pai, Filho e Espírito Santo) demonstrou naqueles dias da morte e ressureição de Jesus, claramente os termos do conhecido versículo 16 do capítulo 3 do Evangélio de João: "Porque Deus amou o mundo de TAL MANEIRA..."

Jesus morreu por uma humanidade caída que só faz pecar contra Ele mesmo. Se isso não for a maior demonstração de VERDADEIRO AMOR, bem, eu ínfimo que sou, nunca nem sonharei com o amor verdadeiro.

Aí, lanço uma pergunta capciosa, ao fazermos juras de amor fiel, promessas de amor eterno, ao dizermos que "morremos de amores" por alguém, ou "sem você não vivo", e ainda "morro por causa dele(a)", será que temos alguma noção do que estamos dizendo?

Você morreria por amor? Ou você morreria por alguém?

Humanamente falando acho difícil, responder. Afinal, são poucas as pessoas que já passaram por uma situação real de risco de morte, pra saberem o valor que a vida tem, e como é o rondar do Além.

Enfim, são só divagações. Não que "morrer" seja a prova final de amor, afinal, não se pode comparar o Divino com o carnal.

O que importa, é termos na memória o que realmente significou pra nós a Páscoa e que ela representa o Amor Maior.

sexta-feira, 2 de abril de 2010

A Felicidade

Composição: Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar
Voa tão leve
Mas tem a vida breve
Precisa que haja vento sem parar

A felicidade do pobre parece
A grande ilusão do carnaval
A gente trabalha o ano inteiro
Por um momento de sonho
Pra fazer a fantasia
De rei ou de pirata ou jardineira
e tudo se acabar na quarta feira

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a gota
De orvalho numa pétala de flor
Brilha tranquila
Depois de leve oscila
E cai como uma lágrima de amor

A minha felicidade está sonhando
Nos olhos da minha namorada
É como esta noite
Passando, passando
Em busca da madrugada
Falem baixo, por favor
Prá que ela acorde alegre como o dia
Oferecendo beijos de amor

Tristeza não tem fim
Felicidade sim