domingo, 29 de agosto de 2010

Um almoço qualquer

Eles se sentaram em umas das quatro mesas que sempre sentam nos dias do almoço. Sempre achei que eles fossem um excelente exemplo do que a Bíblia diz sobre um "amigo mais chegado que irmão".

- E aí cara? Como foi na festa ontem?
- Nossa véi, foi boa demais. Faltou você lá...
- Você sabe muito bem que eu não vou em festa que a Rita vai; Ela estava lá né?
- Estava...
- Putz cara, já tem tanto tempo que terminamos, mas eu ainda gosto tanto dela.
- Ela tava com um cara lá, nem lembra que você existe brother, você devia fazer o mesmo, se você não se ajudar, quem vai?

(...)

Não falaram mais nada. Terminaram de comer e foi embora cada um pra um lado até o próximo encontro.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Rapidamente


Só pra contar pra vocês amigos que eu descobri uma forma de ser feliz novamente:

Me situar na Pirâmide Social da mesma forma como, caso animal eu fosse, eu me situaria na Cadeia alimentar: Um inseto herbívoro.

Sem mais par ao momento.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

No rodapé da agenda

"Não é triste mudar de idéias; triste é não ter idéias para mudar."

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Um texto que poderia ser meu

Eis aqui mais um texto que eu gostaria de ter escrito. É da nossa amiga blogueira Nana Bezerra. Com a devida autorização, reproduzu-o aqui na íntegra e farei alguns destaques a respeito do mesmo. Aproveitem:

" Homens são seres enganadores?

Bem, tenho muitas amigas que dizem que sim. Questionam sempre a dualidade nas personalidades masculinas que atravessam seus caminhos. Chegam, mesmo a sentir-se enganadas, ludibriadas nas suas interpretações sobre eles.


Se dão ao luxo de tentar!!!

Nos primeiros encontros todos, homens e mulheres, na minha singela opinião, tantas vezes constatadas, se vestem de pavão.Colorem uma cena aqui outra acolá. Com o propósito de conquistar. Uma fantasia onde os problemas são nenhum e as belezas, tantas. É assim desde sempre, vivemos das aparências. Além da física, também a moral.

Todos somos flexíveis como o bambu, à primeira vista. Depois mostramos nossa verdadeira cara. Fazemos gênero e brincamos de gente grande, centrada, coesa, sem nenhuma intransigência. Afinal o momento agora é de conquistar. Precisamos causar impacto. Tentamos ser diferentes. Sendo exatamente iguais.

Se falamos a "nossa" verdade, assustamos o outro. Não há muitas pessoas interessadas nisso, porque, na verdade, estamos buscando nosso príncipe ou princesa encantados. Quando descobrimos que os tais não passam de sapos, levamos um baita susto.

Quem mandou procurar fantasia?

A vida real é multifacetada, assim como os seres que a habitam. O que é bom para mim, pode não ser para você, ou vice-versa. Está mais do que na hora da gente abandonar os velhos clichês e percebermos que o ser está em contínuo processo de transformação.Cada qual com as suas.

Então vamos procurar gente de verdade, de carne, ossos, defeitos e qualidades e colocarmos em nossas cabeças, definitivamente, que para abrir um presente, muito bem embrulhado, é preciso rasgar a embalagem. E a surpresa fica por conta de cada expectativa sua. As que você mesma criou. Sua responsabilidade.

Homens e mulheres, enigmas que se traduzidos em sua sincera essência não causarão assim tanto furor. E é melhor que seja assim mesmo. Afinal, quem agüenta viver numa corda bamba por muito tempo? As máscaras sempre caem com a convivência. Ainda bem que temos alguma chance!!

Quem não tiver nenhum pecado, que atire a primeira pedra!!"

sábado, 21 de agosto de 2010

Super remédio contra mal de amor

Achei por aí a receita do REMÉDIO PARA O MAL DE AMOR:

Curar sua paixão, beba pinga com limão;
Pra curar sua amargura, beba pinga sem mistura;
Contra dor de cotovelo, beba cachaça com gelo;
Contra falta de carinho: cachaça, cerveja e vinho!
Se brigar com a pessoa amada, beba pinga misturada;
Se brigar com ciúme de mulher, beba pinga na colher;
Quem dá amor e não recebe, mistura todas e bebe;
E se alguém te faz sofrer, beba para esquecer!!!
Pra curar seu sofrimento, beba pinga com fermento;
Pra esquecer um falso amor, beba pinga com licor;
Pra acalmar seu coração, beba até cair no chão;
E se a vida não tem graça, encha a cara de cachaça!!!
Pra você ganhar no bicho, beba uma no capricho;
Pra ganhar na loteria, beba pinga na bacia;
Pra viver sempre feliz, beba pinga com raiz;
E se você não tem sorte...
beba pinga ate a morte!!!
Se essa vida de cão só te faz sofrer........o remédio é beber

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Escolha

. Ler mentes



ou uma







bola de cristal,






qual você escolheria?

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Bem melhor

Uns tempos atrás uma amiga me encontrou levemente alcoolizado (leia-se mamado) em um evento por aí. Pssei por ela umas duas ou três vezes e não cumprimentei muito bem, ela notou que eu não estava na melhor aparência possível.

Aí no outro dia a gente conversando pelo MSN ela comentou: "Ué Vítor, nunca te vi daquele jeito! Que que aconteceu?" Eu respondi de bate pronto: "É porque antes eu era um sujeito melhor né? Agora que Ela foi embora, eu voltei ao meu estado anterior que é de não passar de um canalha que não presta pra nada. "

"Ah Vítor! Eu não entendo vocês homens, porque insistem em dizer que só prestam quando estão namorando... Isso não existe."

"Existe sim. É porque vocês mulheres nos tornam serer melhores, especialmente as que amamos com todas nossas forças. Afinal o amor é um sentimento sublime. Ela me deixava em estado de graça!!".

E é, sem dúvida, a mais pura verdade.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Wave

"Vou te contar
Os olhos já não podem ver
Coisas que só o coração pode entender
Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz sozinho..."

Do grande maestro Tom Jobim

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

MSN

Vítor acabou de entrar.

- Oi!
- Oi, tudo bem?
- Médio e você?
- Vou bem.
- Como passou de sexta?
- Bem. E você?
- Muito bem. Gostei muito da noite. E você?
- Sim.
- Valeu a pena, a gente, tipo, ter ficado?
- Não sei...
- Não daria certo mesmo né?
- Acho que não.
- É... você é muito sincera.
- Você também. E você ama outra.
- Você também.
- É...
- Póis é.

Cinco minutos depois.

- Vou ali, boa noite. Bjos.
- Bj.


Vítor está offline.

domingo, 15 de agosto de 2010

Decepção.



No começo foi só uma pontinha.

Mas aí cresceu.

sábado, 14 de agosto de 2010

Simplicidade

Eu acho que me perdi em alguma bifurcação ali atrás no caminho. Deve ter sido aquele retorno a direita que eu não peguei. Talvez no próximo.

Eu preciso muito voltar a fazer as coisas simples de outrora, as que eu, depois que errei o caminho, esqueci de fazer.

Preciso voltar a ver Tela Quente nas segundas, chegar no horário no trabalho, visitar mais meus amigos e especialmente os parentes. Largar um pouco essa correria doida que parece que não leva a lugar nenhum.

Voltar para o clichê, marca de jogar um vídeo-game com os amigos e comer sanduíche, chegar em casa meia noite ao invés de sair. Alugar um filme pra ver com minha mãe e passar as tardes de sábado na piscina do clube. Jogar um DotA.

Voltar a jogar aquelas peladinhas com os amigos que tem tempos que eu não jogo. Ler alguma coisa. Voltar a ouvir Muse, Coldplay e Oficina G3. Voltar a sorrir de verdade.

Coisas simples que fazem muita falta e só depois que passam é que damos conta do tempo perdido. Uma pena.

Acho que vou pegar o retorno e simplificar o caminho mais uma vez.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Uma carta

Dando uma rodada pelos meus arquivos antigos do computador aqui da agência, achei uma carta digital que recebi de uma moçinha mais de 6 (seis) anos atrás.

Não me lembro bem como foi que nos conhecemos, só sei que ela lembro que ela era bonita, cabelos negros, pele branquinha e olhos verdes. Achei a carta bonitinha e me fez certo bem, me fez lembra de uma época em que eu tinha certa relevância para as pessoas.


Sábado, 1 de maio de 2004

Oi meu lindo, que saudades de vc!Olha precisava te dizer algumas coisas, que pessoalmente não te disse. Veja eu adorei ter estado com vc aqueles dias: amei de paixão. Porém eu não fui muito legal, diria que meio sem educação, saiba que eu não sou assim, sou uma pessoa super legal, carinhosa e educada; Por força maior eu tive que ser assim, e te explico. Eu te achei maravilhoso pela foto que vc me mandou, sua voz então linda, mas quando te vi pessoalmente, diria que levei um choque, nem acreditava que vc estava frente a frente comigo, sua delicadeza era demais. Portanto senti na hora que meu coração balançou por vc, e que se eu não fizesse nada iria me apaixonar de vez.Então tratei logo de dar um jeito, e ser indiferente contigo, e não ser uma pessoa legal. E foi o que fiz, tanto que até fechou a cara pra mim, vc percebeu; conversamos bastante, a cada palavra sua eu me admirava mais com vc. Eu até menti que estava namorando, para ver se vc ficava indiferente, grosso, sei lá, algum jeito para eu me decepcionar, mas foi inútil, continuava do mesmo jeito comigo. Eu vi que não ia adiantar nada eu ficar daquele jeito, mas continuei, vc foi me levar em casa, achei legal é claro. Por fim eu vi que o jeito era te beijar, não que eu não quisesse, mas se não eu ia talvez sentir algo além da amizade. Aconteceu, quase morri, que beijo, nunca eu havia beijado alguém como vc, seu beijo é apaixonante, tdb. Daí eu vi que tudo que eu havia feito, o jeito que eu fui com vc tinha sido inútil depois daquele beijo. Mas fazer o quê, pensei em vc um tempão até que consegui dormir. No outro dia passei aí na agência, eu estava pior do que o dia anterior, menti para vc de novo, disse que era por causa do meu pai,mas não, era lutando contra o que eu estava sentindo e não podia ser. Poxa Vítor, foi por isso, que eu não fui legal. No domingo quando nos despedimos, me senti mal, por pensar que não te veria durante um bom tempo, e também por ter sido uma pessoa esquisita com vc. Quando foi segunda-feira, senti uma enorme vontade de ir até vc, mas vc estava trabalhando e então não pagava bem. Fiquei o dia todo pensando, afinal eu saí daí já era quase 7:00 da noite.

No caminho pensamentos fluíam no final de semana maravilhoso que passei, só de estar ao seu lado e eu burra tive que ficar daquele jeito, mas tudo só para eu não me apaixonar por vc, que é uma pessoa esplendida, maravilhosa, legal, ou seja, demais. Se eu pudesse queria estar com vc toda hora, todo dia, o mês, o ano, a vida inteira, mas é impossível nós dois. Moramos em cidades diferentes e como eu disse já tive essa experiência e não foi legal, por isso eu acredito que seria melhor vc não me ligar, nem eu. Para que não se solidifique essa paixão. Vítor, meu amor, sei que vc não irá achar legal minha atitude,mas é o melhor. Perdoe-me. Mas mesmo assim sinto um carinho enorme por vc, te admiro muito.

Era isso que eu tinha pra falar.

Beijos, beijos, beijos

Com carinho, EU!!!!!!



Depois disso, se não me falha a memória, nos comunicamos pouquíssimas vezes e depois nunca mais a vi, ela conseguiu o que queria.

Ela escolheu o mesmo caminho que a moçinha da carta, e ao que parece também terá sucesso em sua escolha.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Música do Dia

A música do dia é muito especial, se chama Crying Like a Church on Monday do disco Maybe You've Been Brainwashed Too (1998) da banda New Radicals.

O CD dessa música é um dos melhores CDs que eu já ouvi.

É a obra-prima (e única obra) da banda composta pelo vocalista, escritor, produtor e tocador de quase todos os instrumentos Gregg Alexander, a única pessoa relevante na banda é a back vocal Danny Brisebois, fora ela todos os outros músicos foram de pequena participação no estúdio.

Não sei direito porque o Gregg não quis continuar a banda, mas eu sei que a contribuição que ele deixou pra música foi muito grande:



video

Crying Like a Church On Monday
Gregg
Alexander

I was dancing (Eu estava dançando)
With your shadow (Com sua sombra)
Slow down memories hall (Lentamente as memórias voltavam)
I said 'wait, have I been seduced and forgotten?' (Eu disse 'espere, Eu fui seduzido e esquecido?')
You said 'Baby havn't we all' (Você disse 'Baby, não fomos todos nós?")

Now I don't like crying (Agora eu não gosto de chorar)
Because it only gets me wet (Porque tudo que isso faz é me mlhar)
But I can't help failing (Mas eu não posso impedir o fracasso)

To remember to forget you (De lembrar de esquecer você)
And I know it's going to be a long time (E eu sei que vai demorar muito tempo)

Now I'm crying, like a church on monday(Agora eu estou chorando como se numa igreja na segunda)
Praying, for these feelings to go away (Orando, para que esses sentimentos irem embora)
So do me a favor baby (Então me faça um favor baby)
Put down your new god (Coloque seu novo deus de lado)
And love me like sunday again (e me ame como domingo novamente)

I was hiding in your bedroom (Eu estava me escondendo no seu quarto)
When I saw him come inside (Quando eu vi ele entrar)
I can't live in his shadow (Eu não posso viver na sombra dele)
Is that where I'm dancing untill I die (É lá que vou dançar até a morte?)

And I don't light candles (Eu não gosto de velas)
Because they make me see the light (Porque elas me fazem ver a luz)
That I can't help failing (Que eu nao posso impedir de fracassar)
To remember to forget you (De lembrar de esquecer você)
And I know it's gonna be a long time (E eu sei que vai demorar muito tempo)

Now I'm crying, like a church on monday(Agora eu estou chorando como se numa igreja na segunda)
Praying, for these feelings to go away (Orando, para que esses sentimentos irem embora)
So do me a favor baby (Então me faça um favor baby)
Put down your new god (Coloque seu novo deus de lado)
And love me like sunday again (e me ame como domingo novamente)

Now I'm crying, like a church on monday(Agora eu estou chorando como se numa igreja na segunda)
Praying, for these feelings to go away (Orando, para que esses sentimentos irem embora)
So do me a favor baby (Então me faça um favor baby)
Put down your new god (Coloque seu novo deus de lado)
And love me like sunday again (e me ame como domingo novamente)

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Agora eu vi

Sabem aquelas pessoas que tem o dom de atrapalhar as outras???

Que onde elas estão sempre tem confusão?

Que parecem um encosto do belzebu?

Pois é, eu conheço uma diaba assim.

Ela é até boazinha e talz, muito boas intenções, mas de boas intenções o inferno da cheio porra!!!!!

Resumidamente, a menina por ser uma idiota, imatura, mimada, tosca, retardada, burra pra caralho fez Ela brigar comigo, fez um amigo meu brigar com a própria tola, e fez eu ficar louco furioso com a situação!!!!!! Isso tudo por ser uma tola falastrona que não consegue manter a porcaria da língua dentro da super boca enorme dela.

Argh!!!!

domingo, 8 de agosto de 2010

Piada ruim do dia




Era uma vez um pinguim muito rabugento. Ele só vivia de cara amarrada.

Aí um dia ele tropeçou, caiu e rachou o bico! ahsduahsudahsudahsduashdaushduas

sábado, 7 de agosto de 2010

Médio

Ano novo e aniversário são datas reflexivas, pois normalmente nessas datas as pessoas procuram fazer um balanço reflexivo de suas vidas, e comigo não foi diferente. Cheguei a ¼ de século, ou 1/3 da expectativa de vida média do brasileiro, e me pus a pensar o que eu fiz até aqui, o que fiz de diferente, em que minha existência pode ter marcado alguém ou algo e a conclusão não foi das melhores como veremos a seguir.


Desde moleque as pessoas sempre colocaram uma expectativa exagerada em mim. Sinceramente, nunca dei motivo para tamanha boa vontade para comigo, mas o fato é que sempre esperavam coisas boas vindas de mim. Só que, infelizmente nunca consegui corresponder a essas expectativas.


Sempre fui médio.


Nunca fui muito bom ou excelente em alguma coisa, sempre estive ali, na vala dos comuns, sem nenhum diferencial, nenhum plus.


Eu nunca fui um bom aluno. Como eu disse, sempre fui médio. Não tirava notas boas como meus pais esperavam, não era inteligente como os professores pensavam, e ainda era indisciplinado.


Eu não tenho nenhum dom. Nadica de nada. Não tem nada que eu faça diferente, não sei cantar, tocar instrumento musical, cozinhar, interpretar (Uma vez participei de uma peça de teatro na escola que consegui empatar para eleição de melhor ator coadjuvante!!!), dançar, contar piada, contar casos, escrever, liderar, acampar, jogar vídeo-game e não sou corajoso, tipo pra praticar esportes radicais. Um banana de marca maior.


Falando em esportes, eu não sei jogar nada direito. Nunca fui um grande jogador, nem de futebol. Era médio. Não comprometia, mas também nunca era dos primeiros a ser escolhidos na escola, por exemplo.


Eu não sou um bom filho, nem um bom parente. Mal conheço meus irmãos, meu sobrinho nasceu com um problema de saúde, já tem mais de um ano de idade e quantas vezes eu visitei ele? Nenhuma. De todas as vezes que fui à casa dele, nenhuma foi pra vê-lo. Nem pra ser apegado a família eu sirvo. Eu e meu pai não gozamos de um grande relacionamento se é que podemos dizer assim, temos uma relação profissional conturbada e uma relação familiar neutra, o que é péssimo, óbvio, afinal, somos pai e filho. Minha mãe a vida inteira fez tudo pra mim e eu retribuo com desgosto. O sonho dela é que eu nunca tivesse crescido, porque depois de crescido eu me tornei um péssimo filho. Não paro em casa, não fico com ela, e como moramos só nós dois, isso deixa ela muito magoada. Não sei precisar quantas vezes fiz a mulher que mais me ama na vida chorar. Isso sem falar das minhas avós... melhor nem falar mesmo, não quero que quem porventura ainda esteja lendo este texto fique com raiva de mim.


Eu não sou um bom profissional. Estudei muito pouco na faculdade e estudo menos depois de formado. Não fosse trabalhar com meu pai, hoje talvez estaria passando um master sufoco financeiro. Pra completar, passei de terceira no exame da categoria profissional.

O que me faz lembrar que sou um mau motorista. Passei de terceira também no exame de rua de carro, já bati feio uma vez e apronto uma freação quando estou dirigindo na estrada. De moto, só o fato de eu ter batido duas vezes já dá pra vocês terem uma noção da destreza.


Eu não sou um bom namorado. Nunca fui. Se fosse a mulher que eu amo não teria partido. Duas vezes. Talvez seja meu jeito explosivo, ignorante, orgulhoso e muitas vezes hipócrita de ser. Falar das causas do meu fracasso como namorado exigiriam umas boas páginas, e o texto já está ficando longo.


Eu não tenho dinheiro. Nenhum. Se eu tirasse um extrato das contas bancárias e anexasse aqui neste texto, talvez vocês leitores fariam doações caridosas. A única vez que consegui juntar alguma grana, o que demorou um ano, digamos que eu não soube gastar ela direito, e em quarenta em cinco dias já não tinha mais nada. Meu carro não é meu, minha moto foi meu pai que ajudou a comprar. Alguns vão dizer que tenho um bom guarda-roupa, mas se eu ou minha mãe precisarmos de grana com urgência, por motivo de saúde pra exemplificar, ele não vai adiantar absolutamente nada.


Eu nunca fui um bom cristão. Mas neste quesito eu foi dispensar tecer comentários, depois me desabafo sobre isso com Deus.


Eu não sou um bom amigo, não sei pedir desculpas, acho que posso mandar na vida deles, e fico bravo quando eles contrariam minhas idéias. É outro tópico que mereceria uma atenção maior.


Resumidamente, nunca fui bom em nada, e talvez nunca serei. Confesso, que também não sou muito ruim em algumas coisas que citei acima, como disse sou médio, e o médio é medíocre.


Já me sinto um pouco aliviado, talvez as lágrimas que derramei ao escrever quase todos os parágrafos acima tenham realizado algum tipo de limpeza. Uma vez uma amiga me definiu como um “meio sorriso”, gostei da definição, pena que hoje, eu não seja nem meio mais.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

saudade

" Sinto saudade do que nunca fui, do que deixei de ser, do que sonhei e se escondeu de mim atrás da porta."

Lêdo Ivo

quarta-feira, 4 de agosto de 2010


"I've got so much honey
The bees envy me

I´ve got a sweeter song

Than the birds in the trees

Well I guess you'd say
What can make me feel this way

My girl (my girl, my girl)
Talking about my girl (my girl)"


Trecho de My Girl - The Temptations (1965)

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Não sei...

...se é dor ou se amor.
As vezes parecem ser só lembranças, mas aí eu vejo que é saudade.

Não sei se eu queria esquecer de fato, ou se é uma tentativa meio desesperada do coração se enganar.

A voz dEla no telefone suave, delicada e estranhamente carinhosa causam um trubilhão se sentimentos aqui dentro deste pobre macaco, que ele nem sabe pra onde vai.

O sono não vem. A noite não passa. O frio é muito mas nem se compara com a gélida e velha cama que me aguarda. Ah velha cama... tardes inteiras debaixo da coberta vendo aquele filme e rindo abraçadinhos. Recebendo aquele cafuné gostoso e desfrutando daquele lindo sorriso inigualável ...

Ai vem a dor das lembranças. Ou talvez a saudade do amor.

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

É hora de...







R E I N V E N T A R

Música do Dia

 
Daquelas que falam por você...