quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Garimpando


As vezes me sinto um sonhador garampeiro em uma velha mina que já foi muito explorada e já deu bastante ouro.

As vezes me sinto ridículo tentando encontrar amor aonde já não há mais onde receber.

1 pensamentos:

*May Lopes disse...

"Como salvar em nós o que nunca existiu?"

Beeijos!

Postar um comentário